Follow by Email

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Memória e esquecimento (Parte 1)

"Uma das principais responsabilidades do homem
é a de revelar o esquecido,
mostrar que o passado comportava outros futuros
além deste que realmente ocorreu"
(BENJAMIM, Walter)


         Esta é a cidade francesa Oradour Sur Glane que foi destruída durante a II Guerra Mundial (1944) e que ficou preservada em ruínas, como uma das muitas formas encontradas pelo ser humano para manter a memória da guerra presente nos dias atuais, proporcionando novos olhares, novas vivências e novas memórias a partir deste lugar.

         Por que será que este tipo de memória é tão importante?
         Por que temos a necessidade de lembrar e também de esquecer?
         Será que conseguimos nos lembrar de tudo que gostaríamos?
         E esquecer?
         Qual o limite entre memória e esquecimento?

       Na primeira parte de nossa reflexão sobre memória e esquecimento desejo colocar em debate as seguintes perguntas:
       Existe alguma forma de vivermos o momento presente sem relacioná-lo com os fatos do passado?
       Até que ponto o passado faz parte de nosso presente?

(pausa para refletir)


Nenhum comentário:

Postar um comentário